Publicado por: Junior de Bortoli | 6 fevereiro, 2009

Copa de 2014 – parte IV

A matéria publicada hoje na Gazeta do Povo traz algumas melhorias caso a cidade seja confirmada como subsede do mundial. Segundo a reportagem, além do metrô e da conclusão do estádio Arena da Baixada, o contorno ferroviário, a trincheira da Avenida das Torres com Rui Barbosa – em São José dos Pinhais, na região metropolitana –, o Rodoanel e a construção de uma terceira pista no Aeroporto Afonso Pena são vendidos como intervenções necessárias para a melhoria da mobilidade urbana, uma das exigências da Fifa. As verbas seriam oriundas do PAC da Mobilidade que, além dos R$ 402 milhões previstos inicialmente, teria acréscimo de R$ 540 milhões. Resultado: os jogos poderão ser a oportunidade para alavancar obras importantes ou virar sinônimo de um amontoado de atropelos.

Implantação do metrô

A discussão sobre os frutos que a cidade vai colher, passados os jogos, é inevitável. Um dos pontos mais importantes, em Curitiba, é a implantação do metrô. A obra é polêmica pelos custos e tempo envolvidos, além das drásticas intervenções. Soma-se a isso o fato de que parte das obras deve ser concluída entre 2013 e 2014.

Ontem, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) divulgou a aprovação do consórcio Novo Modal para a elaboração dos estudos e projetos de engenharia e da empresa Ecossistema para fazer o estudo de impacto ambiental. Estuda-se dar prioridade à conclusão do trecho entre a Praça Eufrásio Correia e o Terminal CIC/Sul para a Copa de 2014, de acordo com a assessora técnica do Ippuc, Susana Lins Affonso da Costa.

Para ela, o metrô de Curitiba é uma obra necessária ao transporte coletivo e prevista há algum tempo. “Não vai ficar ocioso. É uma melhoria do transporte coletivo, que requer investimentos no médio prazo”, diz.

De acordo com o arquiteto Clóvis Ultramari, professor de mestrado em Gestão Urbana da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), grandes projetos são polêmicos porque envolvem problemas de gerenciamento, discussões sobre prioridades, complexidades, orçamentos e formas de implantação. “Sem a Copa já seria polêmico. A sacada é fazer uma infraestrutura que permaneça. Se o metrô for acelerado por conta da Copa, ótimo”, diz.

Leia mais no link:

http://portal.rpc.com.br/gazetadopovo/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=854914&tit=Copa-de-2014-tira-do-papel-velhos-projetos-para-Curitiba

Fonte: Gazeta do Povo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: